terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Felicidade à sombra

Eu estava correndo pela praia, perseguia uma brisa gostosa e suave que me dava prazer naquele calor forte e luz intensa do sol. Essa brisa embora suave, era mais veloz e me escapava várias vezes. Por fim me sentei, simplesmente procurei uma sombra e senti que era mais fácil sentir a brisa parada e na sombra. A brisa chamava-se felicidade. Desse dia em diante percebi que a felicidade é contemplativa. A brisa estava em mim o tempo todo, só eu que não senti.

Tempo no divã

O tempo está no divã
Sente-se deprimido, roubado, cansado
Nunca se reclamou tanto dele

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Meu sol

Meu amor por ti
É como o sol,
É tão grande,
Forte e luminoso,
Irradia e vibra
 tanta felicidade,
 que banha o mundo inteiro.
Às vezes eu suspeito
Que o sol só existe porque te amo

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Amar

Não há metáforas que dêem conta,
comparações inúteis são,
olhe em meus olhos e veja,
a certeza que buscas encontrarás,
falo com o silêncio,
 sorrio com os olhos e brindo com beijos

Minha criança

O teclado me lembra um piano e começo a tocar a música do meu coração deixando as palavras derramarem pelos meus dedos. É um doce lamento. Não sei se sei viver. Não sei se sou feliz ou me acostumei a minha vida. A vida que é mais fácil de se viver. Por vezes sou tomada por uma fome de saber, de lembrar de tudo o que vivo ou vivi, de me recordar de cada detalhe que leio. Se eu fosse ler tudo o que quero teria que ter 10 olhos, um em cada ponta dos dedos, como já dizia minha avó. "Paciência", é a palavra que me vem a mente nesses momentos. Sim, é preciso ter paciência comigo, com a própria vida, com as pessoas, com os dias, com os anos. É uma lição importante demais para se aprender em um único dia. Mas não me culpo, tendo me entender. Tenho curiosidades sobre o mundo, acho a vida incrível e as pessoas também. Acho minha vida incrível. Me admiro e me encanto com todas as maravilhas possíveis de serem admiradas: a natureza, o tempo, as pessoas, a música, a poesia, as línguas, a história...E sim, sou fantasiosa como uma criança, nunca soube o que é viver sem ela, minha criança.

Pelas coisas inanimadas que dão felicidade - Parte 1 - Cor Laranja

Para a minha cor favorita do ano

Laranja, nome de fruta e cor
Cor do sol das tardes
Vibrante, irradia alegria
Acordo pronta pro meu dia
Só te de olhar




Malditos

Aonde estará o que me restou?
Dias tristes, culpados, mal-feitos
Encaro os três malditos
Medo, Orgulho, Vaidade
Um deles me aprisiona
Um outro me flajela
O terceiro me corrói
Arma em punho
Sei onde estão todos os três
Espelho
Ali estão todos eles
Haverá conversa?
Negociação?
Chega a sinistra Covardia
'Abaixa a arma'
Me deita no chão
Espelho
Encaro os quatro malditos
Deito, choro, adormeço
Adormeço
Adormecer
A dor me ser
Dor meu ser





terça-feira, 2 de agosto de 2016

O grito do silêncio

O que te move?
O que te faz acordar todos os dias?
O que você faz, faz sentido para você ? 
Qual o primeiro pensamento que você tem? Ele é repetitivo?
Qual a sua maior verdade?
Qual a maior decepção da sua criança interior?
Como você lida com o que te incomoda?

"Quando a gente pensa que sabe todas as respostas vem a vida e muda todas as perguntas"

Não é isso.
Ter que fazer.
Não mais.
Sim. Sair daqui.
Não há verdade nenhuma.
Ela não é mais ouvida.
Preciso reaprender.

Não há mais um caminho.
Não há mais respostas.
Choro profundo.

Quando haverá coragem?
Qual o maior medo?

Quando se arrepender não fizer mais sentido. 

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Sonho

Cores festivas, animadas
imagens de um sonho que não se traduziu

Eu corria, eu sentia,
a grama cantar
o vento a soprar, a vida raiar
e música tocar em mim

Há um mundo verde
Há um mundo em que há paz

Bebo água do rio
Corro pela floresta
Meu espírito brilha sob céu de estrelas
Há seres de todo tipo
todos vivem como meus amigos

Meu mundo tem tanta gente
Há tanto pelo que correr
Mas nada nessa vida vã
Faz mais sentido do que transcender

Viver para as estrelas
viver para o amor
Ser uma pétala de flor
que voa em pensamento
só por onde ainda há cores e amores

A realidade parece triste
Mas por dentro eu sou feliz
Feliz em perceber todo o brilho
que há em mim

Não me pare, não conseguirá
Só assista, você verá
Eu vou trazer uma paz gentil
Para o mundo, como nunca se viu

Se é sonho
e você não entende
Não há por que por que o sonho é meu


sou eu que canto
sou eu que voo
sou eu que sinto
sou eu que vejo

sou eu que deito
sou eu que amo
sou eu que como
sou eu que vejo

sou eu, só eu




Com ele

Olho
Cheiro
Pele
Boca...
...boca
Sorriso...
...suspiro

Delírio

Respiro
Delírio
Suspiro
Delírio
Respiro
Delírio
Suspiro

Pele
A pele
Cheiro
O cheiro
Boca
A boca

sossego
sussego




quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Dieta para baixar triglicerídeos

Frutas sim, côco e abacate não
Margarina sim, pão com manteiga mais não
Vegetais são crus, peito de frango e peixe grelhado
Assim pode comer, pode também assado

Chá sim, café não
Água sim, álcool não
Chá sim, café não
Água sim, álcool não

Chá sim, café não
Chá sim, café não

Água sim, álcool não
Água sim, álcool não

Clara sim, gema só três vezes por semana
Clara sim, gema só três vezes por semana

Corra, não pare, vai te pegar,
o surto do hemograma
Vai te assustar!

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Para 541

Acordei com saudade
Uma fresta de luz entra pela janela, não estou perto de ti, estou em outro lugar, hoje.
Me ocorreu aquela simples saudade de virar meu corpo na cama e encontrar o teu...
Suavemente deslizar meus dedos pela tua pele macia e cheirosa até alcançar teus cabelos...
Olhar você ainda dormindo e agradecer por isso
E de no mesmo instante quando te afago, tu me acolheres carinhosamente entre teus braços e pernas
Teu pescoço fica próximo ao meu rosto, pedindo que eu o desperte com meus lábios, mãos e nariz
             e começo a lentamente te acordar por inteiro para mim



terça-feira, 29 de julho de 2014

Do va leu...


Com você eu aprendi que tenho que esperar a luz do painel apagar pra depois ligar o carro
Com você eu descobri que o que eu achava que era o Phyllodytes tuberculosus na verdade era o p.
Por você ainda sei ,  vou escrever muitas músicas bem melhores do que essa, assim eu espero por que não sei de onde veio essa inspiração maluca

Com você eu me perdi em
beijos e abraços,

Com você eu me fartei em
olhares e sorrisos, 

Com você sou mais feliz , eu sou
Sou mais feliz, eu sei que sou, sou eu

De você eu admiro a tua voz quando você canta, isso é sinceridade
Gosto ainda mais da sua risada de qualquer coisa que tenha muita graça
Eu sei, nosso destino já estava traçado a muito tempo, sabemos, marcado pelas estrelas ou seja lá o que realmente funcionar pra vida na terra
Algumas coisas aconteceram no meio tempo em que nos conhecemos mas só foi mesmo pra temperar a nossa história

Com você sou mais feliz, eu sou
Sou mais feliz, eu sei que sou, sou eu

Com você eu quero rir, viver, 
Com você eu quero ir, saber,
Com você eu quero tudo e nada mais
Com você eu sou feliz, demais, demais

Com você eu me perdi em
beijos e abraços,

Com você eu me perdi em
sorrisos e olhares

Com você sou mais feliz , eu sou
Com você sou mais feliz , eu sou
Sou mais feliz, eu sei que sou, sou eu
Sou mais feliz, eu sei que sou, sou eu

Agora eu digo bem baixinho 
agarradinha,
segurando o teu rosto, meu lindo
eu te amo, meu amor

terça-feira, 1 de julho de 2014

Mais um sentimento diário

Nasci para amar. O amor me preenche todos os poros. É meu ópio, meu vício. Encontrei ele. Nos dias em que estamos perto mas estamos longe, naqueles dias comuns em qualquer dia de qualquer casal, parece que a felicidade escorre pelo rosto. É como se um sorriso fosse um esforço desmedido. É um medo de não sentir mais aquele ópio, de só sentir tristeza. E é por não querer sentir tristeza, que a sinto. É uma tristeza leve que leva a companhia revoltada de meu ego. Assim, meu ego tenta de todas as maneiras me convencer de que é tolo sentir isso ou que tenho toda razão em sentir. Deve ser por isso a maioria das mulheres facilmente sentirem um amor muito maior por seus filhos do que pelo pai deles. Por eles, você pode sentir todo o amor dessa vida, por eles você pode naturalmente se sacrificar, cair na tristeza ou na alegria. Ninguém te condena, nem mesmo você. É maior que você mesma. Só depois quando vazio o ninho fica, parece que se dão conta que se perderam de si. Alguém, aquela pessoa que também era você ficou pra trás. Lentamente você se vê seu reflexo e não acredita que aquela pessoa é você. E é você. E sou eu. Com todas minhas nuances, ainda que eu aceite a maioria delas. Não há um só dia que eu não me pergunte: quem sou eu? até onde eu sou eu?

domingo, 1 de dezembro de 2013

Amandona

Aquela menininha mudou
Passou de uma bossa pra outra
Riscou, rabiscou, se jogou
Só aquela essência ficou
O cheiro suave da flor que desabrochou
De tua bossa, moça, restou
O mais puro sorriso...
de quem entende melhor a vida
depois de um verdadeiro amor



P.S.: Para aquele que faz o meu coração sorridente!