segunda-feira, 30 de maio de 2011

revolta

não sai nada
minhas inspirações se foram
onde estão meus amores?
o sorvete, o beijo e a praia?
o sorriso, a cócega e a rede?
o sono, o sol e o brilho?
e a minha paz?
todos perdidos, varridos,
para embaixo do tapete dessa vida de formiga
(trabalhar, trabalhar, trabalhar...)

2 comentários:

Euvaldo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Euvaldo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.