sábado, 10 de dezembro de 2011

Viva, eu

Nos dias em que tudo é igual
um sorriso faz toda a diferença
um abraço torna tudo menos superficial
e o frio na espinha
de quando sei que vou vê-lo
parece ser imprescindível
para o momento emocionante
no espaço-tempo
entre o olhar, o olhar dele,
o sorriso dele e o meu.

Um comentário:

Marta Lourene disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.